Seminários da Física

De Homepage do Departamento de Física

Revisão de 12:51, 11 Novembro 2011; Arashiro (Discussão | contribs)
(dif) ← Versão anterior | ver versão actual | Versão posterior → (dif)

Coordenadores do seminários da Física:

Prof. Dr. Everaldo Arashiro
Prof. Dr. Thiago Cazati

Conteúdo

21/10/2011

Fundamentos e Aplicações de Magnetos Moleculares
Palestrante: Prof. Dr. Mário Reis (IF - UFF)

Resumo
Os novos processos de síntese de materiais nos abrem um novo mundo de pesquisa; novos e surpreendentes materiais nunca antes encontrados na Natureza podem agora ser sintetizados e, como conseqüência, observamos uma série de fenômenos físicos nunca antes imaginado. Dentre estes inúmeros novos materiais estão os Magnetos Moleculares, objeto de discussão deste seminário. São materiais, muitas vezes orgânicos, que possuem poucos centros metálicos conectados entre si e, conseqüentemente, propriedades magnéticas que, muitas vezes, são reflexos do comportamento quântico destes materiais. Além da maravilhosa experiência de explorar algo novo, os modelos teóricos que descrevem o comportamento magnético destes magnetos moleculares são, na maioria das vezes, solúveis analiticamente, o que nos permite conhecer em detalhes os mecanismos físicos que regem estes materiais. Ainda, em paralelo ao interesse acadêmico deste assunto, os magnetos moleculares possuem uma série de propriedades que são promissoras de serem utilizadas em dispositivos tecnológicos, como em computadores quânticos, gravação magnética, efeito magnetocalórico, spintrônica e muitos outros dispositivos. Neste seminário serão discutidos os aspecto acadêmicos e aplicados destes interessantes materiais.

09/09/2011

Nonequilibrium phase transitions from an active (fluctuating) to an inactive (absorbing) state
Palestrante: Prof. Dr. Marcelo Martins de Oliveir (UFSJ - Campus Alto Paraopeba)

Resumo
Nonequilibrium phase transitions, from an active (fluctuating) to an inactive (absorbing) state, in spatially extended systems are currently a topic of great interest. Such transitions arise frequently in the modeling of a wide variety of problems such as population dynamics, heterogeneous catalysis, interface growth, epidemic spreading, etc. In this seminar we will show that a spatially structured population model which suffers a phase transition to a single absorbing state can also exhibit a broken-symmetry phase. Our candidate for such a model is a modified contact process with suppression of activity at the nearest neighbors of active sites. This is done by including inhibition at first-neighbors, in the form of an increased annihilation rate, proportional to the square of the number of occupied neighbors of a given site. Mean-field theory predicts three phases: inactive (absorbing), active symmetric and active asymmetric, the latter exhibiting distinct sublattice densities on a bipartite lattice. These phases are separated by continuous transitions in the space of control parameters; the phase diagram is reentrant. Monte Carlo simulations in two dimensions verify these predictions qualitatively. Our numerical results also reveal the symmetric-asymmetric transition belongs to the Ising universality class, as expected from symmetry considerations.

27/05/2011

Equação de Dirac em espaço-tempo curvo e tensores especiais na Relatividade Geral.
Palestrante: Prof. Dr. Marco Cariglia (DEFIS-UFOP)

Resumo
Sendo este o meu primeiro seminário no DEFIS vou dedicar alguns minutos no começo para apresentar a minha pesquisa até hoje. Em particular vou falar do uso de técnicas geométricas na resolução de problemas de física de partículas. Em seguida vou apresentar a equação de Dirac em espaço-tempo curvo e o seu limite clássico, a teoria da partícula com spin. Na teoria clássica existe uma conexão entre quantidades conservadas no movimento e tensores especiais, chamados tensores de Killing-Yano. Isto fornece uma ligação entre um problema de natureza física por um lado, e estruturas geométricas especiais pelo outro. É notável o fato que as simetrias clássicas se estendem a simetrias quânticas da equação de Dirac, sem anomalias. Vou brevemente discutir resultados recentes (2011) na teoria dos tensores de Killing-Yano e mostrar uma aplicação não trivial: o caso de métricas de buraco negro rotante em dimensão arbitrária. Neste espaço-tempos foi demonstrada a existência de um conjunto completo de operadores de simetria do operador de Dirac, que admitem autofunções comuns que correspondem à solução geral da equação de Dirac nesta métrica. A solução admite separação completa das variáveis.

06/05/2011

Simulação Computacional da Matéria Condensada - Parte II: Dinâmica Molecular
Palestrante: Prof. Dr. Alan Barros de Oliveira (DEFIS-UFOP)

Resumo
Dando seguimento ao seminário do Prof. Ronaldo Batista, será apresentada a segunda parte dos projetos do grupo de Simulação Computacional da Matéria Condensada (SCMC) do DEFIS. Mostraremos resultados de simulações com potenciais empíricos para nanocontatos metálicos, efeitos hidrofóbicos em superfícies metálicas, cálculos de difusão em meios confinados -- como nanotubos, por exemplo --, e para modelos simples de fluidos anômalos. O objetivo deste seminário é, além de mostrar os projetos que o grupo de SCMC do DEFIS têm desenvolvido, apresentar o estado-da-arte das técnicas de simulação computacional existentes e suas limitações.

29/04/2011

Simulação Computacional da Matéria Condensada - Parte I: Métodos de Primeiros Princípios
Palestrante: Prof. Dr. Ronaldo Junio Campos Batista (DEFIS-UFOP)

Resumo
Neste seminário será apresentado o grupo de Simulação Computacional da Matéria Condensada do DEFIS e alguns dos projetos desenvolvidos pelo grupo. Serão apresentados resultados de cálculos de primeiros princípios de cristais de nanopartículas, nanotubos cobertos por óxidos, transporte eletrônico em moléculas orgânicas e nanotubos depositados sobre superfícies. Alguns dos resultados obtidos por meio de métodos teóricos podem prever e fornecer explicação para fenômenos experimentais, como os observados por colaboradores do grupo de microscopia eletrônica da UFMG. O seminário apresentado em duas partes terá no próximo seminário o Prof. Alan B. de Oliveira que irá apresentar outros projetos do grupo que envolve a investigação da matéria por meio de dinâmica molecular de sistemas complexos.

01/04/2011

Crystal Engineering: uma nova ciência?
Palestrante: Prof. Dr. Genivaldo Júlio Perpétuo (DEFIS-UFOP)
Fotos do Seminário

Resumo
A criação artística e a aplicação de métodos científicos à utilização de materiais e recursos da natureza em benefício do ser humano requerem habilidade e engenhosidade. A cristalografia estrutural utiliza a interação da radiação com a matéria e a simetria molecular para o entendimento de propriedades de materiais, especialmente em estado cristalino. A engenharia de cristais busca o desenvolvimento de novos materiais com propriedades específicas, através de uma abordagem unificada no tratamento de cristais orgânicos, inorgânicos e organometálicos, com foco no entendimento das interações intermoleculares e no arranjo cristalino. A fenomenologia e exemplos de estrutura e propriedades de compostos supramoleculares serão apresentados.

18/03/2011

Filmes de Langmuir e Langmuir-Blodgett (LB): formação, caracterização e aplicações
Palestrante: Felippe José Pavinatto (USP - Instituto de Física de São Carlos)
Fotos do Seminário

Resumo
Filmes de Langmuir são monocamadas de material insolúvel formadas sobre a superfície da água. Normalmente os filmes de Langmuir são formados por moléculas anfifílicas como ácidos graxos e fosfolipídios. Entretanto, atualmente muitos outros tipos de materiais, como polímeros de diversas classes, têm sido utilizados. Filmes Langmuir-Blodgett (LB) são produzidos pela transferência de filmes de Langmuir para substratos sólidos. No caso dos filmes LB, um alto controle da espessura e da orientação das moléculas é possível, o que em muitas aplicações permite que algumas propriedades dos materiais sejam melhoradas. Ambos os filmes se caracterizam pela alta estruturação das moléculas no nível nanométrico. Neste seminário será explicado como é a confecção de filmes de Langmuir e a deposição de filmes LB, e as principais técnicas de caracterização aplicáveis aos dois tipos de filmes serão detalhadas. Exemplos da aplicação dos filmes de Langmuir em estudos de agregação de materiais na interface ar-água, na confecção de biossensores e na mimetização da membrana de células serão dados. Além disso, alguns exemplos nos quais o processamento de materiais em filmes LB permite a obtenção de propriedades superiores serão mencionados. O principal objetivo do seminário é familiarizar a audiência com esses dois tipos de filmes e suas potencialidades, permitindo-lhes vislumbrar possíveis trabalhos com a técnica.

10/12/2010

A Pós-Graduação da REDEMAT em Engenharia de Materiais
Palestrante: Prof. Fernando Gabriel Silva Araújo (DEFIS-UFOP)
Fotos do Seminário

Resumo
Neste seminário, será mostrado um panorama do funcionamento e do histórico da REDEMAT, juntamente com uma exposição de vários temas de pesquisa desenvolvidos dentro do programa.

29/10/2010

Polímeros para Eletrônica: Ordem ou Desordem?
Palestrante: Profa. Dra. Marília Junqueira Caldas (IF/USP)
Fotos do Seminário

Resumo
Desde o advento do transistor a eletrônica mudou o ritmo e o estilo de vida humana. A indústria de microeletrônica explora conceitos vindos da Física Quântica de elétrons em cristais, em materiais ditos convencionais onde a simetria e a ordem são fundamentais: metais, semicondutores cristalinos como o Silício, e outros. Mais recentemente, o foco dessa indústria é a forte miniaturização de componentes, que como se sabe levou à nanoeletrônica, e uma revisão de conceitos (confinamento eletrônico) bastante discutida. Já a eletrônica orgânica tem outras motivações, na tentativa de montar dispositivos de grandes àreas e baixo preço, por exemplo emissores ou conversores de luz. Para tal são exploradas características de materiais como polímeros e moléculas compostos principalmente de carbono e hidrogênio, ou seja, plásticos, leves e flexíveis, mas especiais , com caráter metálico ou semicondutor. Nesse caso, vemos uma forte competição entre os efeitos positivos e negativos da desordem morfológica intrínseca aos materiais plásticos, de que trataremos neste bate-papo.

22/10/2010

Emaranhamento, discordia e o poder do computador quântico
Prof. Dr Felipe F. Fanchini DEFIS/ICEB/UFOP
Fotos do Seminário

Resumo
Desde 1994, com a descoberta do algoritmo quântico para fatoração de números inteiros em termos ímpares, a pesquisa na área de teoria de informação e computação quântica cresce acentuadamente. Neste seminário farei uma breve (brevíssima) introdução à teoria de informação e computação quântica além de apresentar meus estudos e avanços obtidos nestes últimos quatro anos como pesquisador na área. Apresentarei os conceitos de emaranhamento e discórdia quântica além das dinâmicas peculiares destas grandezas em sistemas abertos. Estes estudos apresentam uma nova maneira de enxergar a computação quântica, como uma dinâmica coerente onde as correlações quânticas fluem entre os qubit (quantum bits).

30/09/2010

Produção e caracterização de materiais nano e microestruturados para uso na refrigeração magnética em temperatura ambiente.
Prof. Dr Daniel Leandro Rocco DEFIS/ICEB/UFOP
Fotos do Seminário

Resumo
Nesta apresentação falarei sobre minhas atividades de pesquisa no departamento de física da UFOP, que consiste na produção, em pequena escala, e caracterização microestrutural e magnética de materiais com potencial para serem utilizados na refrigeração magnética (tecnologia de refrigeração baseada em materiais com propriedades magnetocalóricas). Atualmente, se conhece um grande número de materiais com potencial para aplicação nesta nova tecnologia de refrigeração, dentre os mais importantes estão as ligas de Heusler (Ni-Mn-Ga), que apresentam memória de forma; Manganitas (compostos do tipo Terra rara - alcalino terroso-MnO3), ligas de La-Fe-Si e alguns compostos baseados em arsênio (MnFeAs). Dentre os materiais listados anteriormente trabalho de forma mais intensa com as ligas de La-Fe-Si que são produzidas por fusão em forno a arco voltaico adquirido recentemente com verbas disponibilizada pela FAPEMIG (edital universal 01/2009). Outro material de bastante interesse neste contexto é cerâmica manganita em sua forma nanoestruturada, a qual pode ser obtida por sol-gel. Com está técnica de preparação é possível controlar o crescimento das partículas (grão), o que permiti, portanto, obtê-las com dimensões desde nano até micrometros. Vale lembrar, que no regime nanométrico as fronteiras de grão passam a ter um papel fundamental nas propriedades magnéticas e elétricas, o que torna o estudo dos materiais nanoestruturados bastante excitante do ponto de vista da física fundamental.

24/09/2010

Crescimento de cristais por solução e as atividades desenvolvidas no Laboratório de Crescimento de Cristais do DEFIS
Prof. Dr Carlos Joel Franco DEFIS/ICEB/UFOP
Fotos do Seminário

Resumo
As técnicas de crescimento de cristais são consideradas, em um sentido amplo, como a ciência e a tecnologia de controle de transição de fase com o objetivo de se obter um monocristal. As transições de fase de interesse para esta finalidade podem ser classificadas em solidificação (vapor - sólido, solução - sólido, líquido - sólido) e transição (sólido - sólido). Nesta apresentação focalizaremos a atenção na transformação solução - sólido realizadas no Laboratório de Crescimento de Cristais do DEFIS. Desde a sua implantação tem sido realizadas no laboratório atividades de ensino, pesquisa e extensão. Na área de ensino tem-se a disciplina de Crescimento de Cristais e o estudo dirigido de Crescimento e Caracterização de Cristais; na extensão desenvolveu-se um kit de crescimento de cristais que é distribuído para professores de ciências da região de Ouro Preto e na pesquisa vem sendo realizadas atividades de crescimento de cristais em projetos de Mestrado junto à REDEMAT com duas monografias concluídas de monografias de final de curso e projetos de Iniciação Científica. Dentre os materiais mono cristalinos preparados no laboratório pelo método de solução pode-se citar: KLiSO4, KH2PO4, NH4H2PO4, AB(SO4)2.4H2O B=Nd, Eu, Sm, Pr, A=NH4, Rb, cristais mistos da família do sal de Tutton C2ExF(1-x)(SO4)2.6H2O C2xD2(1-x)E(SO4)2.6H2O C, D=NH4, K, Rb, Cs, E, F=Mn, Ni, Co, Cu, Zn, Cr, Fe, Cd, Mg e L-histidina de cloro. Medidas espectroscópicas, térmicas e ópticas nestes materiais serão apresentadas e discutidas.

17/09/2010

Caracterização teórico-experimental das propriedades ópticas de sensores de acúmulo de dose de radiação azul à base de MEH-PPV
Cláudia Vasconcelos – aluna de mestrado REDEMAT/UFOP
Fotos do Seminário

Resumo Neste trabalho, as propriedades ópticas do poli[2-metóxi,5-(2'etil-hexiloxi)-p- fenilenovinileno] - MEH-PPV foram estudadas sob efeito de uma fonte de luz azul usualmente utilizada no tratamento da hiperbilirrubinemia neonatal (ou icterícia). Foi observado que existe uma resposta visível desse polímero, que cobre a região de absorção da bilirrubina (350 nm - 500 nm). Tal fato permite que este material seja aplicado no monitoramento das doses de radiação prescritas para o tratamento da icterícia neonatal, uma das razões mais comum para que os recém-nascidos recebam alta tardiamente nos hospitais. Os resultados obtidos mostraram que o MEH-PPV apresenta uma mudança de cor do vermelho-alaranjado para o incolor, passando por diversas tonalidades de amarelo, bem como uma diminuição da intensidade dos espectros de absorção e fotoluminescência (PL) em função do tempo de exposição à radiação. Essas mudanças foram usadas para projetar um dosímetro do tipo indicador de cores para avaliar a radiação absorvida pelos pacientes durante o tratamento da icterícia neonatal. Outro aspecto observado foi que a dinâmica ou velocidade dessas mudanças podem ser alteradas por meio da manipulação da concentração das soluções poliméricas. Foram ainda realizados experimentos com soluções enriquecidas com oxigênio (O2) que, por sua vez, mostraram um aumento desses efeitos, que estão, por sua vez, intimamente ligados à substituição de ligações vinílicas (C=C) por carbonílicas (C=O) na cadeia polimérica principal, como confirmado por espectroscopia no infravermelho com transformada rápida de Fourier (FTIR). A relação entre a dose de radiação e as mudanças de cor, absorção e fotoemissão sofridas pelo MEH-PPV revelam este polímero como um bom candidato a elemento ativo de dosímetros, especialmente para aplicações no monitoramento da fototerapia de luz azul. Por fim, com base na caracterização experimental das propriedades das propriedades ópticas do MEH-PPV atrelada ao estudo teórico (DFT e PM3) do comportamento óptico do PPV e seus derivados, foi proposto um modelo teórico-experimental a respeito dos processos de fotodegradação do PPV e seus derivados submetidos à radiação, a fim de colaborar para a compreensão dos processos fotofísicos envolvidos e para a investigação e controle do efeito desses mecanismos, e desta forma contribuir para otimização não somente dos sensores de uso neonatal, como também OLEDs e células fotovoltaicas.

02/09/2010

Física e Turismo
Prof. Dr. Alcides Castro e Silva - DEFIS/UFOP
Fotos do Seminário

Resumo Nesse trabalho usamos alguns conceitos da física de redes complexas para estudar a rede social de turismo da região de Ouro Preto. O estudo é feito segundo duas abordagens: (1) uma pesquisa de campo onde o turista é abordado e questionado sobre alguns itens, (2) através desse questionário é possível construir redes relacionadas com a dinâmica do turista e, através dela, podemos levantar itens importantes como o nó mais visitado, a ligação mais forte, etc. Desse modo, temos um inédito enfoque quantitativo em áreas onde o poder público trabalha apenas com modelos qualitativos.

19/08/2010

Pesquisa no Laboratório de Polímeros e Propriedades Eletrônicas de Materiais
Prof. Dr. Rodrigo F. Bianchi - DEFIS/UFOP
Fotos do Seminário

Breve histórico do LAPPEM O Laboratório de Polímeros e Propriedades Eletrônicas de Materiais - LAPPEM foi fundado em Dezembro de 2006 como uma iniciativa do Prof. Rodrigo F. Bianchi do Departamento de Física do Instituto de Ciências Exatas e Biológicas da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) . Tem por missão promover e estimular a pesquisa científica dentro da UFOP e possui as facilidades de preparação química e de caracterização óptica e elétrica de filmes finos e de dispositivos fotônicos, optoeletrônicos e eletrônicos orgânicos, tais como diodos, dosímetros e sensores. Conta atualmente com 06 Pesquisadores, 01 Técnico de Nível Superior, 13 Alunos de Iniciação Científica, 05 Estudantes de Mestrado e 04 de Doutoramento, além de vários colaboradores dentro e fora da UFOP. Nos últimos três anos a equipe do LAPPEM depositou 02 patentes e publicou 11 textos em revistas de divulgação científica e 26 artigos em revistas cientificas indexadas. Em 2008, o LAPPEM recebeu os Prêmios de Inovação Tecnológica da empresa Werner Von Siemens e do Ministério da Saúde, ambos pelo desenvolvimento de sensores orgânicos para fototerapia neonatal. As publicações e os prêmios são o reconhecimento do trabalho desenvolvido por todos os membros do LAPPEM e do apoio financeiro recebido da FAPEMIG, da CAPES (Rede NANOBIOMED)e do CNPq (Rede do INEO e MAPA/Edital 64).

01/07/2010

Efeitos de desordem em GaMnAs
Prof. Dr. Marco Aurelio Boselli - DEFIS/UFOP
Fotos do Seminário

GaMnAs é um semicondutor magnético diluído com uma fase ferromagnética em temperaturas baixas. O Mn entra no GaAs substituindo átomos de Ga em posições aleatórias da rede cristalina. Desta forma ele fornece um momento magnético localizado (S=5/2) e ainda dopa a amostra com portadores de carga do tipo “p”. Assim a presença do Mn na matriz de GaAs implicará em dois tipos de desordem: elétrica (Mn-2) e magnética (S=5/2). Como efeito há a ocorrência de ferromagnetismo no GaMnAs que é observado em uma faixa concentrações de Mn na qual as transições ocorrem, primeiro de uma fase não metálica para uma fase metálica e depois da fase metálica para não metálica novamente. Amostras com 5% de Mn tem as maiores temperaturas de Curie, próximo a 170 K. Em filmes finos são encontradas temperaturas de Curie próximo a 160 K para concentrações de Mn de 7.4%. Nos últimos houve anos um grande esforço para entender a origem do ferromagnetismo neste material, ao mesmo tempo em que propriedades de magnetotransporte do GaMnAs mostraram a possibilidade de uma eletrônica de semicondutores usando não apenas a carga, mas também o grau de liberdade do spin. Para o GaMnAs podemos entender o ferromagnetismo como sendo mediado por portadores de carga, porém não há um modelo definitivo para explicar sua origem, nem tampouco tratar os efeitos de desordem elétrica e magnética ao mesmo tempo. Aqui será apresentado um modelo para tratar efeitos de desordem neste material e sua relação com a propriedades magnéticas e de transporte no material, baseadas em um modelo de espalhamentos múltiplos.

08/06/2010

X-Ray Diffraction internal stress analysis on Advanced Engineering Materials.
Professor Vicent Ning da Universidade de Paris-Sud
Fotos do Seminário

28/05/2010

Dinâmica de exciton-polaritons em microcavidades
Prof. Dr. Franklin Massami Matinaga - UFMG
Fotos do Seminário

O desenvolvimento de microcavidades semicondutoras permitiu a exploração de efeitos de eletrodinâmica quântica em cavidades semicondutoras. Inicialmente foi observado o Rabi Splitting no modo da cavidade, passando pelas medidas de amplificação paramétrica e mais recentemente no estudo da condensação de Bose - Einstein. Estas partículas bozônicas: exciton-polariton tem um grande potencial para aplicações tecnológicas, tais como chaveamentos ópticos e computação quântica.

07/05/2010

Estudo Geometalúrgico de Granulados de Minério de Manganês
Palestrante: Geraldo Lúcio de Faria - UFOP
Fotos do Seminário

O Brasil é um dos maiores produtores de ferro ligas de manganês do mundo. Estas ferro ligas são majoritariamente produzidas em fornos elétricos de redução e são amplamente aplicadas como agentes desoxidante e dessulfurante, assim como elementos de liga dos aços. Os minérios granulados de manganês ainda são amplamente utilizados como matéria-prima para produção destas ligas. As misturas destes minérios, provenientes de diversas minas ou mesmo de diferentes frentes de lavra de uma mesma mina, são, nas usinas de ferro ligas, usualmente definidas de acordo unicamente com as suas características químicas e granulométricas. Um problema freqüentemente encontrado na rotina de operação dos fornos metalúrgicos de produção das ligas de manganês é o desconhecimento a respeito das características mineralógicas e metalúrgicas dos granulados de minérios. Neste contexto, parâmetros de qualidade de grande importância, e ainda muito pouco estudados são: a crepitação, degradação granulométrica por efeito térmico e durante redução, a redutibilidade, e a resistividade elétrica dos minérios. Objetivando, pioneiramente, caracterizar e entender as características geometalúrgicas dos Granulados de Manganês, o NUPEC vem trabalhando em diversos projetos de Mestrado e Doutorado, assim como na implementação de um laboratório de Redutibilidade e Degradação durante redução. Esta apresentação irá destacar a importância desta linha de pesquisa e resumir os principais projetos, permitindo ao DEFIS e demais interessados, uma visão geral para possíveis colaborações futuras.

23/04/2010

Ruído 1/f em um modelo matemático determinístico para o ciclo de vida do Aedes aegypti.
Palestrante: Prof. Dr. Romuel Machado - DEFIS/UFOP
Fotos do Seminário

Elaboramos um modelo matemático para o ciclo de vida do Aedes aegypti em que quatro equações diferenciais acopladas descrevem a evolução temporal de cada uma das fases: ovos, larvas, pupas e adultos. Investigamos como a variação temporal da temperatura afeta o ciclo de vida do mosquito. Usamos dados experimentais para modelar os parâmetros do modelo e séries temporais reais de temperatura. Mostramos que a série temporal da população de mosquitos adultos obtida via solução numérica das equações do modelo exibe o ubíquo ruído 1/f, muito comum em ecologia. Mostramos que tanto fatores externos quanto a dinâmica interna do modelo pode levar a esse tipo de flutuação. Esses resultados sugerem uma explicação para os inesperados surtos de dengue em regiões com clima temperado ou montanhosas tais como Ouro Preto.

16/04/2010

Estudos de fenômenos ultra-rápidos em materiais magnéticos usando-se pulsos laser de femtossegundos.
Palestrante: Prof. Dr. Leandro H. F. Andrade (UFOP/DEFIS)
Fotos do Seminário

A tecnologia de lasers pulsados evoluiu rapidamente nas duas últimas décadas e hoje já há disponibilidade de lasers comerciais “turn-key” que geram rotineiramente pulsos laser de alguns femtossegundos (10-15 s ). Estes pacotes de radiação eletromagnética de alguns microns de extensão, tem sido usados para investigações de fenômenos ultra-rápidos em física , em química (etapas intermediárias de reações químicas) e até mesmo em biologia contribuindo para a compreensão de mecanismos básicos de interação entre excitações elementares cuja força de interação direciona as diversas etapas de relaxação de um sitema fotoexcitado por pulsos de luz ultracurtos para o equilíbrio. Neste seminário nos concentraremos no caso de materiais magnéticos e como pulsos laser de femtossegundos tem sido utilizado para investigar fenômenos ultra-rápidos nestes sistemas. Além do interesse básico de se compreender a dinâmica de eletrons e spins fora do equilíbrio o interesse nesta área de pesquisa advem das diversas aplicações praticas de materiais magnéticos (por exemplo, as relacionadas ao armazenamento e velocidade de manipulação de informações em discos rígidos, no intuito de se avançar de GHz para um regime de operação de Terahertz). Como exemplo de estudos realizados com este método discutiremos o estudo da dinamica das tres componentes do vetor magnetizacao em filmes de Co e Ni em “tempo real”, de nanopartículas magnéticas e o estudo da influência de dopantes terras-raras na dinâmica ultra-rápida de materiais ferromagnéticos.

Ferramentas pessoais